Biopeptídeos: suplementos de colágeno hidrolisado que prometem melhorar a firmeza da pele e ainda retardar o envelhecimento

As evidências da importância da reposição de colágeno via suplemento têm se multiplicado em diversos estudos mundo afora. Para não ir muito longe, um estudo publicado pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP (Universidade de São Paulo) – considerada a melhor Universidade da América Latina – evidenciou que o uso do suplemento alimentar hidrolisado de colágeno melhora a firmeza e a elasticidade da parte mais profunda da pele, reduzindo a flacidez.

Os resultados do estudo levaram em conta a avaliação via ultrassom dos efeitos do hidrolisado em camadas da pele de mulheres com idades entre 45 e 60 anos. Após 90 dias de uso, em que os voluntários ingeriram 10 gramas de colágeno hidrolisado por dia, os testes demonstraram uma melhora progressiva nas condições da pele, indicando que o colágeno hidrolisado pode complementar o tratamento com cosméticos à base de colágeno.

Nos últimos anos, a principal crítica de profissionais da saúde era de que o colágeno via suplementação não poderia ser aproveitado pelo corpo, pois ele seria digerido rapidamente pelo sistema digestório antes de ser absorvido pelo organismo. Entretanto, conforme mostraram os estudos da USP, o colágeno hidrolisado parece funcionar de uma maneira diferente. 

Benefícios pela rápida absorção

Essencial para combate ao envelhecimento da pele, atenuação de rugas e linhas de expressão, melhora na textura e flacidez da pele, fortalecimento de cabelos e unhas e das estruturas de tendões e cartilagens e para a prevenção de dores articulares, o colágeno é uma proteína encontrada nos tecidos conjuntivos do corpo, representando cerca de 25% de toda a proteína corporal produzida.

A fim de torná-lo hidrolisado (ou seja, quebrável), o colágeno passa por um processo no qual enzimas quebram suas cadeias de aminoácidos, convertendo as moléculas de colágeno em vários fragmentos proteicos menores. Os biopeptídeos de colágeno passam por um processo de quebra (hidrólise) ainda maior, com isso chega-se a partículas de colágeno ainda menores que as encontradas no colágeno hidrolisado tradicional, então se chega aos Biopeptídeos. Em razão do tamanho reduzido, esses fragmentos não necessitam serem digeridos pelo organismo, fazendo com que rapidamente sejam absorvidos pelo trato gastrintestinal e levados à corrente sanguínea, onde levarão benefícios ao portador.

Onde encontrar no Brasil

As indústrias de suplementos já estão produzindo linhas específicas com os biopeptídeos de colágeno, um exemplo é a NatusVita, indústria brasileira de suplementos que possui os Bio Peptídeos de Colágeno em cápsulas, além de outros tipos, como: o Colágeno Tipo 2, Colágeno Verisol, Colágeno Pentakol (este com cinco tipos de colágeno em uma cápsula: Tipo I, II, III, V e X). 

E vale ressaltar, que o Colágeno Verisol (que também são na forma de biopeptídeos), demostrou que através da ingestão de 2,5g/dia pode contribuir com a redução das rugas e o aumento da maciez e elasticidade da pele, o produto se mostrou um importante aliado também no combate às causas da celulite, problema que afeta mais de 85% das mulheres adultas no mundo.

A importância da Vitamina C combinada com o Colágeno

Outra questão que muitos desconhecem é que o processo de hidroxiprolina, fundamental para a estabilidade do colágeno, necessita de vitamina C para auxiliar na adição de oxigênio à reação. Infelizmente, o corpo não produz vitamina C e, portanto, precisa de generosas doses na dieta não somente para contribuir para o sistema de defesa do organismo, como também para auxiliar na construção de um novo colágeno.

 

Website: http://www.natusvita.com.br