Aumentam os casos de câncer na população de 20 a 49 anos segundo estudo

Houve um aumento considerável no número de casos de câncer entre pessoas com idade entre 20 e 49 anos. O período analisado iniciou-se no ano de 1997 e estendeu-se até 2016. Esse crescimento chamou a atenção dos especialistas por não ser algo tão comum há alguns anos, registrando um aumento anual de alguns tipos de câncer. O câncer de tireoide teve aumento de 8,8%, o de próstata de 5,2% e o de cólon e reto de 3,4%. 

Os dados apresentados foram cedidos pelo estudo realizado pelo Observatório de Oncologia, que teve como tema “Câncer antes dos 50: como os dados podem ajudar nas políticas de prevenção”. 

De acordo com pesquisas, o aumento dos cânceres e dos índices de mortalidade por essa causa possuem ligação direta com o estilo de vida adotado pelo paciente. Pessoas que fazem consumo exagerado de álcool, tabaco, possuem uma alimentação desregrada e não praticam atividades físicas estão mais propensas a desenvolver essas doenças e outras mais. Assim também reiterou a líder do Movimento Todos Juntos Contra o Câncer (TJCC) e presidente da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale). 

Com o aumento dos casos de câncer de diversos tipos, houve também crescimento no número de mortalidade pela doença. O tipo que apresenta maior número de mortes é o câncer no corpo do útero, com um aumento de 4,2% por ano; em seguida, o câncer de cólon e reto, com 3,2%; logo depois, o câncer de mama, com 2,5%; cavidade oral, com 1,2%; e, finalmente, o câncer no colo do útero, com 1% ao ano. 

Esses números funcionam como sinal de alerta para os gestores a respeito de novos tipos de políticas que podem ser aplicadas com objetivo de impedir que esses números continuem a aumentar.

Um dos principais motivos para o aumento da mortalidade é a procura por tratamento já em um estágio avançado da doença. Isso, na maioria das vezes, acaba acontecendo porque as pessoas têm uma ideia fixa de que o câncer é predominante apenas após os 50 anos de idade. Sendo assim, as pessoas de 20 a 50 anos não costumam estar preocupadas e atentas às precauções. 

Saiba mais: HSM discute os avanços no tratamento do câncer de mama 

Quadro do câncer de mama no Brasil 

A cada minuto, cerca de uma mulher vem a óbito em decorrência do câncer de colo de útero no Brasil, conforme o Instituto Nacional do Câncer (INCA). A cada ano, surgem por volta de 16.370 novos casos da doença, e 8.079 resultam em morte. Esse tipo de câncer é o 3° mais ocorrente entre mulheres. A estimativa é que, a cada ano da bienal 2018/2019, surjam aproximadamente 15,43 casos para cada 100 mil mulheres. 

Existem muitos tipos de câncer, sendo alguns deles mais conhecidos que outros devido a maiores números de ocorrência. Esses são os cânceres mais comuns no Brasil:

  • Câncer de próstata; 
  • Câncer de cólon e reto; 
  • Câncer de mama;
  • Câncer de pele; 
  • Câncer de pulmão; 
  • Câncer de estômago. 

Perante esse cenário preocupante, é muito importante conhecer formas de se prevenir contra a doença, realizando exames periódicos, cuidando da saúde, praticando atividades físicas, dentre outras ações. Cuidar de sua saúde e bem-estar não funciona apenas contra o câncer, mas também contra outros tipos de doenças. 

Busque informação, e se previna contra o câncer de mama 

O Doutor Guilherme Novita Garcia é um renomado mastologista especializado em câncer de mama. Ele integra diversos projetos que têm por finalidade conscientizar pessoas sobre o câncer e, principalmente, informar sobre a importância da prevenção, assim como apresentar quais são os tratamentos para essa doença que vem afetando grande parte da população.

Website: https://www.doctoralia.com.br/guilherme-novita-garcia/mastologista/sao-paulo