Desligamento de mil terceirizados de Furnas custará até R$ 437 milhões

Desligamento vai gerar uma economia de aproximadamente 200 milhões de reais por ano para a Eletrobras

São Paulo — A Eletrobras estima que o desligamento de 1.041 funcionários terceirizados de sua subsidiária Furnas demandará até 437 milhões de reais, informou a elétrica estatal em comunicado nesta quarta-feira.

O desligamento, no âmbito de acordo entre a empresa, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), vai gerar para a companhia uma economia de aproximadamente 200 milhões de reais por ano, acrescentou a Eletrobras, destacando que, com isso, o custo das demissões deverá ser recuperado em um ano e meio.