Dado ruim de GM e Ford afeta venda de carros nos EUA

Segundo dados apresentados pela GM, o resultado em abril foi afetado por uma queda acentuada nas vendas para frotistas, especialmente para locadoras de automóveis

Nova York – Os dados ruins das vendas da General Motors e da Ford foram os principais condutores da queda de 16% nas vendas de automóveis em abril nos Estados Unidos, em relação a março, indicou uma pesquisa da Autodata.

O levantamento do mercado norte-americano de automóveis, feito pela pesquisadora Autodata e divulgado na terça-feira, mostrou que as vendas de automóveis novos no país alcançaram 1,18 milhão de unidades no mês passado. O dado representa um aumento de 2,3% em relação ao mesmo mês de 2011, mas uma queda de 16% na comparação com março.

Segundo dados apresentados pela GM, o resultado em abril foi afetado por uma queda acentuada nas vendas para frotistas, especialmente para locadoras de automóveis. As vendas da GM caíram 8,2% em abril, para 213.387 novas unidades de automóveis e caminhões leves.

A Ford, por sua vez, informou um bom mês nas vendas para frotistas, embora o desempenho ruim de veículos leves tenha ocasionado uma queda de 5,1% nas vendas do mês passado, para 179.658 unidades.

Os números da GM e da Ford foram equilibrados pelas boas vendas da Chrysler e da Toyota. Recuperando-se dos problemas causados pelo terremoto seguido de tsunami em março do ano passado no Japão, a Toyota viu suas vendas nos EUA crescerem 11,6%, para 178.044 unidades. As vendas da Chrysler cresceram 20% em abril, para 141.165, incluídos veículos da Fiat, que é sua proprietária.

A Honda e Nissan, em contrapartida, registraram queda de 2,2% e 0,9% em suas vendas, respectivamente. A Honda vendeu 122.012 unidades nos EUA, enquanto a Nissan comercializou 71.329 carros.

A Volkswagen teve alta acentuada de suas vendas nos EUA em abril – 31,5% -, mas o total de automóveis vendidos pela montadora alemã no país – 37.525 unidades – a posiciona como a sétima força no mercado local, à frente apenas das fabricantes de carros de luxo.

Entre as principais montadoras de automóveis de luxo, as vendas da Mercedes cresceram 23,8%, para 22.336 unidades, as da BMW aumentaram 12%, para 21.062 unidades, e as da Audi subiram 15%, para 11.521 unidades. As informações são da Dow Jones.