Cyrela revisa meta de vendas para 2012 para até R$ 7 bi

A estimativa anterior era de que as vendas contratadas ficassem entre 6,9 bilhões e 8 bilhões de reais neste ano

Rio de Janeiro – O adiamento de lançamentos previstos para 2012 fez a construtora e incorporadora Cyrela revisar a sua meta de vendas de 2012 para entre 6 bilhões e 7 bilhões de reais, afirmou a empresa nesta quarta-feira em comunicado ao mercado.

A estimativa anterior era de que as vendas contratadas ficassem entre 6,9 bilhões e 8 bilhões de reais neste ano.

Segundo a companhia, a revisão foi feita em virtude de “uma situação temporária em mercados pontuais”, em especial em São Paulo, o que tem gerado um processo de aprovação de novos lançamentos mais lento ao longo deste ano.

Desta forma, projetos relevantes com lançamento previsto para o segundo semestre de 2012 serão adiados para 2013, o que terá impacto sobre as vendas do ano, disse a empresa, em fato relevante.

No fim de setembro, o vice-presidente financeiro da construtora e incorporadora, José Florêncio Rodrigues, afirmou que os lançamentos estavam atrasados devido à demora na aprovação de projetos junto a cartórios de imóveis. Ele afirmou que uma possível revisão poderia ser considerada .

Vendas no trimestre – A companhia também informou que as vendas contratadas no terceiro trimestre atingiram 1,755 bilhão de reais, alta de 33,6 por cento ante o trimestre imediatamente anterior. No ano até setembro, as vendas somaram 4,290 bilhões de reais, alta de 4,2 por cento na comparação com o resultado um ano antes.

Os lançamentos da empresa somaram 1,518 bilhão de reais no terceiro trimestre, alta de 39,3 por cento ante o trimestre imediatamente anterior. No acumulado do ano, o valor chegou a 3,497 bilhões de reais, queda de 23,4 por cento em relação ao mesmo período um ano antes.