Crescimento do lucro do Itaú deve desacelerar em 2015

Banco deve crescer a um ritmo muito mais lento no próximo ano devido à deterioração da atividade econômica em seu mercado doméstico

São Paulo – O lucro do Itaú Unibanco, maior banco do país em valor de mercado, deve crescer a um ritmo muito mais lento no próximo ano devido à deterioração da atividade econômica em seu mercado doméstico, segundo analistas do BTG Pactual.

Em uma nota distribuída a clientes nesta terça-feira, equipe de analistas liderados por Eduardo Rosman disse que, embora o Itaú permaneça confiante em sua capacidade de entregar fortes resultados no ano que vem sustentados por margens líquidas de juros estáveis, crescimento de dois dígitos em receita com tarifas e seguros, maior eficiência e controle de qualidade de ativos, o ambiente macroeconômico ainda é desafiador.

“Diante do ainda desafiador ambiente macroeconômico – o banco projeta que a economia crescerá apenas 0,1 por cento em 2104 e 1,3 por cento em 2015 – o apetite do banco por aumentar o risco de crédito permanece baixo”.

Rosman e sua equipe projetam um crescimento de 10 por no lucro para o ano que vem, queda ante os cerca de 20 por cento estimados para 2014. Os analistas mantiveram sua recomendação de “compra” para as ações e preço-alvo de 39 reais em 12 meses.