Crefisa planeja expansão da carteira e criação de banco digital

Presidente da financeira diz estar investindo pesado em tecnologia e ainda espera crescimento mesmo com o cenário econômico desfavorável

São Paulo — A Crefisa, especializada em financiamento para pessoas negativadas, espera crescimento da sua carteira de crédito no segundo semestre mesmo em meio às dificuldades da economia nacional. “Apesar de o Brasil estar parado, estamos contratando profissionais para aumentar a nossa produção. Temos mais de mil lojas próprias no Brasil e estamos trabalhando com a expectativa de aumentar a nossa carteira”, afirmou nesta quinta-feira, 27, a presidente da instituição, Leila Pereira, em entrevista durante o evento Finanças Mais, organizado pelo jornal O Estado de S. Paulo e pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Leila destacou que o foco da Crefisa é o crédito pessoal voltado para pessoas que, em muitos casos, não são atendidas pelos grandes bancos. “São uma massa de 70 milhões a 80 milhões de pessoas com um grande potencial”, ressaltou.

A executiva acrescentou que a Crefisa está investindo pesado em tecnologia para lançar seu banco digital que será divulgado em breve.

Em relação à economia brasileira, Leila se disse “muito esperançosa” com as reformas em trâmite no Congresso, em especial a da Previdência. “Acredito que as reformas vão passar. Sem isso, o Brasil não tem saída”, frisou.