Correios têm lucro líquido de R$ 9,9 milhões em 2014

Nos últimos cinco anos, os Correios apresentaram uma expansão de seus negócios com aumento de 32% na receita nominal de vendas

Brasília – A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos apresentou um lucro líquido de R$ 9,9 milhões em 2014, segundo balanço publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 01, e aprovado pelo Conselho de Administração da estatal no dia 21 de maio. 

Segundo a ata da reunião, também publicada no DOU, nos últimos cinco anos, os Correios apresentaram uma expansão de seus negócios com aumento de 32% na receita nominal de vendas e de 33% na receita total.

O crescimento nominal da receita total dos Correios, entre 2010 e 2014, foi de R$ 4,4 bilhões.

A receita de vendas cresceu 8,4%, passando de R$ 15,4 bilhões em 2013 para R$ 16,6 bilhões em 2014. A receita total teve expansão de 6,2%, passando de R$ 16,6 bilhões para R$ 17,7 bilhões no mesmo período de comparação.

Segundo a ata da reunião do conselho de administração, os segmentos de negócio encomendas/Sedex, mensagem e serviços financeiros foram os que mais impactaram o resultado.

“O crescimento da receita da empresa foi, basicamente, impulsionado pelo desempenho do segmento encomendas/Sedex, o qual representa 33,9% da receita de vendas e teve crescimento de 9,4%, alcançando um montante de R$ 5,6 bilhões.”

Já o segmento de mensagem, que representou 44,7% da receita de vendas, apresentou crescimento de 2,9%.

A despesa total cresceu, de 2013 para 2014, 6,9%, passando de R$ 16,5 bilhões para R$ 17,7 bilhões. O Retorno sobre o Patrimônio Líquido (RPL) foi de 0,27% e o Valor Econômico Agregado (EVA) foi negativo em R$ 416 milhões em 2014.

O documento publicado no DOU desta segunda-feira traz ainda as perspectivas dos Correios para 2015.

A estimativa de investimentos para este ano é de R$ 803,97 milhões, com foco na redução de custos, aumento da produtividade e melhoria da qualidade dos serviços prestados.