Brasil Foodservice Group propõe mudanças

Entre elas estão trocar o nome da empresa para Brazal Alimentos S.A. e transferir a sede social para a avenida Rebouças

São Paulo – O Conselho de Administração da Brasil Foodservice Group (BFG) enviou aos acionistas proposta visando uma série de mudanças na companhia.

Entre elas trocar o nome da empresa para Brazal Alimentos S.A. e transferir a sede social para a avenida Rebouças, 765, no bairro Jardim Paulista, em São Paulo.

No entanto, as propostas mais significativas são relacionadas à administração da BFG. O conselho sugere que a diretoria da companhia passe a ser composta por no mínimo três e no máximo 15 membros titulares.

Eles continuariam sendo eleitos pelo Conselho de Administração e com mandatos unificados de dois anos. Atualmente, a diretoria é formada por no mínimo quatro e no máximo nove membros titulares.

Há também uma sugestão de mudança para o próprio Conselho de Administração. Propõe-se uma composição de no mínimo cinco e no máximo 15 membros titulares, com mandato unificado de dois anos. No modelo vigente, o conselho conta com no mínimo cinco e no máximo sete membros titulares, com mandatos unificados de apenas um ano.

Essas e outras alterações devem ser apreciadas pelos acionistas até a próxima segunda-feira, 8, quando as questões serão deliberadas em uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE).

As propostas foram publicadas nesta segunda-feira, 2, no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e incluem, também, sugestões de criação de cargos e redefinições nas responsabilidades dos cargos já existentes e alteração na forma de convocação das reuniões do Conselho de Administração.

*Matéria atualizada às 14h48 para correção de nome da companhia (de BRF para BFG).