Conheça os bastidores do novo estúdio de design da Nissan no Brasil

De olho no potencial do mercado latino, a Nissan inaugura estúdio de design no Brasil — existem apenas seis unidades desse tipo no mundo

estúdio The Box, novo escritório de ­design da fabricante de carros japonesa Nissan, destoa das outras construções na movimentada Avenida Rebouças, na zona oeste de São Paulo.

Rodeado por bambus, o local lembra um espaço zen, mas é um laboratório de inovações. Com 120 metros quadrados, esse é o sexto lugar desse tipo no mundo — há unidades nos Estados Unidos, na Inglaterra, na China, na Índia e na Tailândia — e faz parte da estratégia de expansão da marca na América Latina.

Quem comanda o estúdio, no qual atuam cinco designers, é o americano-vietnamita John Sahs, chefe de design da multinacional para a região.

A função dele e de seu pequeno time é pensar inovações com foco em sustentabilidade e mobilidade urbana, explorando parcerias fora do setor automotivo e fortalecendo a imagem da montadora.

Com a marca vegana de roupas King55, por exemplo, a equipe desenvolveu peças para o Nissan March 55, veículo com bancos e painéis revestidos de materiais ecológicos.

“A Nissan está investindo em novas experiências e em startups de transporte inteligente. Apostamos em carros autônomos, patinetes e bicicletas elétricas. Queremos atrair um público mais jovem e antenado”, diz John.

Todo o mobiliário do The Box foi desenvolvido pelos designers que atuam ali. Eles bolaram um duto de ar condicionado que lembra uma nuvem de origami e um mesão de criação com jardim japonês acoplado.

“Uma das lições que aprendi no Vale do Silício é que, se não está sendo criativo onde está, você deve ir para onde as ideias fluam”, afirma o executivo. O objetivo da Nissan é aumentar a participação no mercado brasileiro de 3,8% para 4% em 2019.

*Assine a newsletter de VOCÊ S/A e da VOCÊ RH neste link  


*Estagiária sob supervisão de Elisa Tozzi