Conheça o case de reinvenção de negócios da Saraiva

Marcílio Pousada, CEO da empresa, conta os detalhes da transformação pela qual a companhia passou nos últimos anos

Rio de Janeiro – Revitalização é um processo importante e constante para as empresas atenderem as demandas do mercado. A Saraiva é um exemplo de companhia que vem se reinventando ao longo dos anos, desde 1996, quando inaugurou a primeiro conceito de loja mega store no Brasil. É o que conta Marcílio Pousada, CEO da Saraiva.

A empresa atualmente investe também na disponibilidade de serviços, além de produtos inovadores de acordo com os interesses dos consumidores.

A livraria passou a vender filmes e livros digitais em 2010 e até oferece revelação de fotos entregue na casa do cliente. O processo de transformação da marca é ligado às tendências do mercado, como a criação de uma loja virtual em 1998 e a inclusão de um setor de informática nos pontos de venda em 2005, antevendo as mudanças dos produtos de papelaria para o computador.

Oferecer serviços, além de vender produtos, sempre esteve presente no DNA da empresa, que foi a primeira livraria a colocar um café no ponto de venda, segundo Pousada.