Comprada por UnitedHealth, DaVita mantém operação no Brasil

A companhia no Brasil afirmou que a transação não afeta o negócio de tratamento renal, assim como as operações da DaVita em outros 11 países

São Paulo – A rede de clínicas de saúde DaVita esclareceu em comunicado que o anúncio realizado esta semana pela UnitedHealth sobre a compra da DaVita Medical Group (DMG) limita-se às operações da DMG no mercado norte-americano.

Em nota, a companhia no Brasil afirmou que a transação não afeta o negócio de tratamento renal, assim como as operações da DaVita nos outros 11 países onde o grupo está presente.

A empresa ainda confirmou que estuda a implantação de outros serviços médicos no Brasil, conforme havia noticiado em agosto a Coluna do Broadcast.

A DaVita Tratamento Renal começou a operar no Brasil em agosto de 2015 e afirmou que “reforça seu compromisso em continuar investindo fortemente no País, onde já possui 18 unidades clínicas de diálise em 7 Estados, oferecendo atendimento a mais de 4 mil pacientes”.

UnitedHealth, gigante americana do setor de planos de saúde e controladora da Amil no Brasil, anunciou na quarta-feira um acordo para a compra da DMG, provedora de tratamento renal e um dois maiores grupos de médicos dos EUA, por cerca de US$ 4,9 bilhões em dinheiro.