LAN e TAM devem deter operações na Bolívia

As empresas não renovaram licenças de operação no país

As companhias aéreas chilena LAN e brasileira TAM não renovaram suas licenças de operação na Bolívia e, consequentemente, não estão autorizadas a operar no país, informou na sexta-feira a estatal Autoridade de Fiscalização e Controle Social de Telecomunicações e Transportes (ATT) em um comunicado.

“Estas empresas não estão autorizadas a continuar prestando os serviços a partir de 15 de fevereiro. Então pedimos à população em geral que leve em conta este aspecto no momento de contratar serviços de transporte aéreo, a fim de não ser surpreendida em sua boa fé”, afirmou o relatório, divulgado pela imprensa local.

A LAN voa da Bolívia ao Chile e ao Peru, e realiza conexões com outros destinos de América Latina, Estados Unidos e Europa.

Já a TAM voa ao Paraguai, Argentina, Uruguai, Chile e Brasil.