Comissão Europeia barra fusão entre Siemens e Alstom

O órgão justificou a decisão dizendo que a fusão teria ferido a competição nos mercados de sinalização de ferrovias e de trens de altíssima velocidade

São Paulo – A Comissão Europeia proibiu a aquisição da Alstom pela Siemens, alegando que a fusão teria ferido a competição nos mercados de sistemas de sinalização de ferrovias e de trens de altíssima velocidade. As empresas, segundo Bruxelas, não ofereceram soluções suficientes para lidar com essas preocupações.

“Siemens e Alstom são ambas líderes da indústria ferroviária. Sem remédios suficientes, essa fusão teria resultado em preços mais altos para sistemas de sinalização que mantêm passageiros seguros e para a próxima geração de trens de altíssima velocidade”, disse a comissária para competição da UE, Margrethe Vestager.