Comercialização de café 12/13 atinge 83%, mas segue atrasada

No mesmo período do ano passado, haviam sido comercializados 92 % dos grãos da safra 2011/12, segundo a Safras & Mercado

São Paulo – A comercialização de café no Brasil havia atingido 83 % da safra 2012/13 até o final de abril, avançando sete pontos percentuais no mês, mas ainda está atrasada ante o ciclo anterior, informou a consultoria Safras & Mercado nesta sexta-feira.

No mesmo período do ano passado, haviam sido comercializados 92 % dos grãos da safra 2011/12, segundo o levantamento do Instituto de Pesquisas Agroeconômicas da consultoria.

“O produtor aproveitou um pouco as recentes puxadas das cotações, o que deu mais ritmo aos negócios”, disse o analista da Safras & Mercado, Gil Barabach, em comunicado.

As vendas também seguem atrasadas na comparação com a média dos últimos cinco anos, em que o percentual negociado foi 93 %.

O analista acrescentou que a chegada da safra nova, cuja colheita está em período inicial, ajudou a reforçar as vendas no período.

“Assim, o mercado andou mais animado, mas ainda muito distante de épocas anteriores”, comentou.

O volume negociado até o momento soma 45,45 milhões de sacas, considerando a estimativa de 54,9 milhões de sacas de 60 kg da Safras para o ciclo 2012/13.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou nesta semana a nova safra de café do Brasil, 2013/14, em 48,6 milhões de sacas, recorde para um ano de baixa do ciclo bianual da cultura.

No ciclo anterior, de alta, a produção de café brasileira foi estimada pela estatal em 50,8 milhões de sacas.