Com surto de peste suína, China ordena fechamento de unidade do WH Group

A descoberta de porcos infectados na cidade de Zhengzhou despertou temor de novos surtos e causou preocupação sobre segurança alimentar

Pequim – A China ordenou que a maior produtora de carne suína do mundo, o WH Group, feche um grande matadouro enquanto as autoridades tentam conter a disseminação da peste suína africana (ASF) após um segundo surto em duas semanas no país, que tem o maior rebanho de suínos do mundo.

A descoberta de porcos infectados na cidade de Zhengzhou, na província de Henan, a cerca de mil quilômetros do primeiro caso registrado na China, empurrou os preços de suínos para baixo nesta sexta-feira e despertou o temor de novos surtos de saúde animal – bem como preocupações de segurança alimentar entre o público.

Embora muitas vezes fatal para os porcos, sem vacina disponível, a ASF não afeta os seres humanos, segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

A ASF foi detectada na Rússia e na Europa Oriental, bem como na África, embora nunca antes no Leste Asiático, e é uma das doenças mais devastadoras a afetar os suínos. Ela ocorre entre rebanhos comerciais e javalis, é transmitida por carrapatos e contato direto entre animais, e também pode “viajar” via alimentos contaminados, ração animal e viajantes internacionais.

O grupo informou em comunicado que as autoridades municipais de Zhengzhou ordenaram um fechamento temporário de seis semanas do matadouro depois que cerca de 30 suínos morreram devido à doença altamente contagiosa na quinta-feira. A fábrica é uma das 15 controladas pelo maior processador de carne suína da China, a Henan Shuanghui Investment & Development, uma subsidiária do WH Group.

As autoridades da cidade de Zhengzhou proibiram toda a movimentação de suínos e produtos suínos dentro e fora da área afetada pelas mesmas seis semanas.

Reportagem adicional de Jianfeng Zhou, Hallie Gu e Ben Blanchard, em Pequim, Luoyan Liu, em Xangai, Jane Chung, em Seul, e Yuka Obayashi, em Tóquio