Com fábrica que não sai do papel, JAC perde apoio do governo

Montadora chinesa foi impedida de importar veículos sem sobretaxa de IPI de 30 pontos percentuais

São Paulo – Com a promessa de construir uma fábrica no Brasil, a JAC Motors vinha recebendo do governo incentivo para poder importar parte de seus carros para o país sem a incidência da sobretaxa de IPI de 30 pontos percentuais.  

Com atrasos nas obras de mais de um ano, no entanto, o apoio foi suspenso, segundo reportagem do Valor Econômico.

De acordo com o jornal, há mais de três meses o benefício vem sendo barrado pelo Ministério do Desenvolvimento – que não tem renovado a JAC no programa Inovar Auto. A montadora pretende retomar ainda este ano a construção da unidade no país.  

Mesmo com as obras já iniciadas em Camaçari, na Bahia, há rumores de que a montadora chinesa pode transferir o projeto para o Rio de Janeiro.

Inicialmente, a JAC planejava construir uma segunda unidade no Rio para fabricação de caminhões, mas negocia agora a transferência de toda a linha de produção. 

Em 2011, a JAC anunciou um investimento de 1 bilhão de reais no país para a construção de sua primeira fábrica por aqui. A unidade teria capacidade para construção de 100.000 carros por ano.

A pedra fundamental, que dá início às obras, foi lançada em novembro de 2012, mas houve atraso no projeto e as operações, previstas para este ano, foram adiadas para 2015.