Coca-Cola terá novo presidente mundial em 2008

A meta da fabricante de bebidas é consolidar a marca em novos mercados, principalmente em países emergentes

O maior fabricantes de bebida do mundo, a Coca-Cola, anunciou, nesta quinta-feira, o novo presidente mundial da companhia. A partir de julho do ano que vem, o executivo Muthar Kent, 55 anos, irá ocupar o lugar de Edward Neville Isdell, que está no posto desde 2004 e há 35 anos na engarrafadora. Isdell deverá continuar como executivo da empresa até, pelo menos, a assembléia-geral de acionistas de 2009. Segundo o jornal The Wall Street Journal, a Coca-Cola planeja, com o novo presidente reforçar a estratégia das vendas em todo o mundo e fortalecer a marca no segmento da sustentabilidade.

Kent iniciou sua carreira na empresa em 1978. Em 2006, foi nomeado o chefe de operações internacionais da companhia. Neste cargo, negociou a compra da Glacéau, uma das maiores fabricantes de água dos Estados Unidos, por 4,1 bilhões de dólares. A aquisição rendeu à companhia uma revitalização do mercado na América do Norte. Além disso, Kent também foi o responsável pela introdução e pelo rápido crescimento dos produtos da companhia na Índia. Atualmente, as transações internacionais representam 80% do lucro da Coca-Cola

De acordo com pesquisa divulgada pela consultoria britânica InterBrand, a marca Coca-Cola está avaliada em 65,3 bilhões de dólares e ocupa a posição de número 1 no ranking das marcas mais valiosas do mundo. Presente em mais de 200 países, o refrigerante representa no Brasil o terceiro maior volume de vendas para a companhia, atrás apenas dos Estados Unidos e do México. No segundo trimestre de 2007, as vendas brasileiras cresceram 22% em relação ao trimestre de 2006. Neste mesmo trimestre, o mercado mundial apresentou crescimento da ordem de 6% nas vendas. Às 12h50, as ações da companhia estavam cotadas a 62, 87 dólares, com queda de 0,29%.