Clientes vêm, mas shopping Tietê não abre

A página do shopping na internet anunciava a inauguração para esta terça-feira, mas a promessa acabou não se concretizando

São Paulo – Após adiar a abertura do Tietê Plaza Shopping várias vezes – originalmente, o empreendimento abriria entre o fim de outubro e o começo de novembro -, a Cyrela Commercial Properties (CCP) anunciava na segunda-feira, 16, na página do shopping na internet, a inauguração para as 10h de terça-feira, 17.

No entanto, a promessa acabou não se concretizando, pois a companhia não conseguiu a documentação para poder funcionar legalmente.

Diante do anúncio no site do Tietê Plaza Shopping – que foi posteriormente retirado e agora promete a abertura “em breve” -, alguns clientes acabaram comparecendo ao local. Procurada, a Prefeitura de São Paulo informou apenas que a documentação para o Habite-se da obra já foi entregue, mas o processo ainda está sob análise.

Segundo a Prefeitura, somente após a emissão deste documento poderá ser expedida a licença de funcionamento para o centro comercial.

A CCP disse ontem que só vai inaugurar o empreendimento com a documentação em mãos, mas reiterou que pretende abrir as portas o quanto antes. Isso porque, a uma semana do Natal, os lojistas perderam boa parte da principal temporada de compras do ano.

Até a noite de ontem, o Habite-se ainda não havia sido expedido, admitiu a companhia, que investiu R$ 365 milhões no shopping, voltado principalmente à classe C.

Pela metade

Caso o shopping venha mesmo a abrir antes do Natal, os interessados em fazer compras no Tietê Plaza vão encontrar somente 110 das 220 lojas previstas em funcionamento. Outras 90, já comercializadas, devem ter as obras concluídas até março do ano que vem.

A rede Cinemark também adiantou que as salas de cinema do empreendimento ainda estão em obras. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.