Citigroup pagará US$ 1,12 bi para encerrar processo

Banco concordou em pagar US$ 1,12 bilhão a grupo de investidores que procuram recuperar perdas de ativos lastreados em hipotecas vendidos antes da crise de 2008

Nova York – O Citigroup concordou em pagar US$ 1,12 bilhão a um grupo de 18 investidores institucionais que procuram recuperar perdas de ativos lastreados em hipotecas vendidos antes da crise financeira de 2008.

A firma de advocacia Gibbs & Bruns LLP, que representa os investidores, já alcançou acordos similares com o Bank of America, de US$ 8,5 bilhões, e com o JPMorgan, de US$ 4,5 bilhões.

O acordo promovido com o Citigroup requer a aprovação dos trustees – que funcionam nos EUA de modo similar a agentes fiduciários – responsáveis pelo gerenciamento de 68 trusts de ativos lastreados em hipotecas. Essas instituições têm até 30 de junho para aceitar a oferta, informou a Gibbs & Bruns, mas esse prazo pode ser estendido por mais 45 dias.

O Citigroup informou que o acordo resultará em um impacto de cerca de US$ 100 milhões no primeiro trimestre.