Citi está entre bancos investigados sobre taxas em Singapura

Citigroup disse que autoridades solicitaram informações e documentos sobre as submissões de dados para a composição da taxa de referência de empréstimos

Em um sinal da contínua investigação global sobre como os bancos definem suas taxas de empréstimos, o Citigroup disse nesta terça-feira que autoridades de Singapura solicitaram informações e documentos sobre as submissões de dados para a composição da taxa de referência.

Em uma documento trimestral na terça-feira enviado à Securities and Exchange Commission, reguladora norte-americana do mercado de capitais, o Citigroup acrescentou a Autoridade Monetária de Singapura à lista de reguladores para os quais havia fornecido informações sobre a definição das taxas.

Em julho, um representante do órgão de Singapura disse que a autarquia havia ordenado que os bancos revisassem o modo como duas taxas eram estabelecidas.

Em outubro, foi divulgado que o Royal Bank of Scotland havia suspendido um operador por tentativa de manipular uma taxa de referência em dólar de Singapura.

Investigações de governos sobre grandes centros financeiros, assim como processos abertos contra grandes bancos por outras partes, foram iniciadas após o esquema de manipulação da taxa interbancária referencial de Londres, a Libor.

Mais de uma dezena de bancos estão sob investigação nos EUA, Reino Unido e Japão.