Chrysler quer ser listada na bolsa de NY em 13 de outubro

O anúncio foi feito um dia após a fusão entre a Fiat e a sua unidade norte-americana da Chrysler ter superado último obstáculo

Rimini (Itália) - A <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/chrysler">Fiat-Chrysler</a></strong> planeja listar as <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/acoes">ações</a></strong> da nova montadora em Nova York no dia 13 de outubro, afirmou neste sábado o CEO da empresa, Sergio Marchionne, acrescentando que decisões sobre aumento de capital seriam tomadas até o fim do mês.</p>

O anúncio foi feito um dia depois de a fusão entre a Fiat e a sua unidade norte-americana da Chrysler ter superado sua última barreira.

A Fiat comprou a Chrysler no início de 2014, e ambas operam como uma única empresa. Marchionne deseja unir as duas na holandesa Fiat Chrysler Automobiles (FCA), abrindo caminho para a entrada na bolsa norte-americana, que segundo o CEO é necessária para ajudar a financiar um plano quinquenal de crescimento de 64 bilhões de dólares.

“A data mais provável para a listagem na bolsa nos EUA é 13 de outubro”, disse o executivo a repórteres em encontro em Rimini.