China exige que EUA desistam de pedido de prisão de executiva da Huawei

A executiva presa é filha do fundador da Huawei

O ministério de Relações Exteriores da China convocou o embaixador dos Estados Unidos para expressar “forte protesto” contra a prisão da vice-presidente financeira da companhia chinesa Huawei e afirmou que Washington deveria retirar o pedido de prisão da executiva.

Novas medidas da China dependerão de ações dos EUA, afirmou o vice-ministro de Relações Exteriores da China, Le Yucheng, ao embaixador dos EUA, acrescentou o ministério.

Meng Wanzhou, vice-presidente financeira da Huawei, foi presa no Canadá em 1 de dezembro e enfrenta um pedido de extradição para os EUA, que alegam que ela acobertou laços de sua empresa com uma empresa que tentou vender equipamentos ao Irã, em violação de sanções contra o país.

A executiva também é filha do fundador da Huawei.