Cesp tem prejuízo de R$ 66,899 milhões no terceiro trimestre

O fim da concessão de hidrelétricas levou a estatal paulista Cesp a acumular prejuízo líquido de R$ 66,899 milhões no terceiro trimestre de 2015

São Paulo – O fim da concessão das hidrelétricas de Jupiá e Ilha Solteira levou a estatal paulista Cesp a acumular prejuízo líquido de R$ 66,899 milhões no terceiro trimestre de 2015, revertendo assim o lucro líquido de R$ 373,643 milhões atingido entre julho e setembro de 2014.

No acumulado de nove meses até setembro, a geradora de energia teve lucro de R$ 302,231 milhões, queda de 82,3% em relação a igual intervalo do ano passado.

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) trimestral atingiu R$ 186,666 milhões, queda de 73,1% na comparação trimestral. Já o Ebitda ajustado alcançou R$ 251,320 milhões, queda de 65% em igual base comparativa.

No acumulado de janeiro a setembro o Ebitda da Cesp somou R$ 1,223 bilhão, retração de 59,8% sobre o mesmo intervalo do ano passado. No caso do Ebitda ajustado, o número somou R$ 1,391 bilhão neste ano, queda de 57,7% na mesma base comparativa.

A receita operacional líquida somou R$ 715,366 milhões entre julho e setembro, queda de 20,6% ante o mesmo período do ano passado. No acumulado de nove meses, a queda é de 41,1% para R$ 2,243 bilhões.

A deterioração dos números da Cesp tem como explicação o fim da concessão das usinas de Jupiá e Ilha Solteira, no dia 7 de julho. As duas hidrelétricas respondiam por 75% do parque gerador da estatal, que passa a ter apenas 1.654 MW de potência, ante os R$ 6.649 MW anteriores.