CEO da Rio Tinto faz cortes de custo de US$ 2 bi

Sam Walsh está traçando o caminho para reforçar potencialmente os retornos de caixa para investidores da mineradora

Londres – O CEO da Rio Tinto Group, Sam Walsh, está traçando o caminho para reforçar potencialmente os retornos de caixa para investidores da segunda maior mineradora do mundo após reduzir os custos em US$ 2 bilhões antes do previsto.

“O que eu fiz foi fornecer opções para o conselho, opções para quitar dívidas, opções para pagar dividendos e assim por diante”, disse o australiano de 63 anos de idade, em 17 de dezembro, em entrevista na sede da Rio Tinto. “O caráter facultativo definitivamente estará lá. Exatamente como o conselho determinar os retornos ao acionista e o montante — isso compete ao conselho”.

O veterano, com 22 anos de empresa, cortou custos, controlou planos de investimento e impulsionou ganhos de produtividade desde que se tornou CEO em janeiro em meio a uma pressão em todo o setor para manter a lucratividade em um momento em que os preços de algumas commodities escorregavam. A Rio Tinto pode retornar até US$ 3 bilhões de excedente de caixa para os investidores em 2016, disseram analistas da Goldman Sachs Group Inc. neste mês.

“Não adianta reduzir custos, não adianta reduzir sua alocação de capital a menos que esse montante realmente se reflita no seu resultado final, na sua dívida e nos seus lucros”, disse Walsh, que anteriormente tinha liderado a unidade de minério de ferro da empresa, sua divisão mais lucrativa. “Isso nos oferece opções, às quais na verdade já chegamos”.

Excedente de caixa

A Rio Tinto, que reportou uma perda líquida de US$ 3 bilhões para 2012 após reduzir o valor das aquisições, pode escolher devolver o dinheiro por meio de dividendos especiais ou recompra de ações, escreveram analistas da Credit Suisse Group AG em 3 de dezembro. As reduções planejadas na dívida líquida, para cerca de US$ 15 bilhões até o final do ano de 2014, sugerem que o dinheiro excedente, além do seu dividendo usual, pode ser pago no primeiro semestre de 2015, disseram analista da UBS AG em 12 de dezembro.


A Rio Tinto pagou cerca de US$ 3,3 bilhões em dividendos por 2012, ou US$ 1,67 a ação, 15 por cento mais que um ano antes. A empresa concluiu uma recompra de US$ 7 bilhões em ações durante o primeiro semestre do ano passado.

A Vale SA, maior produtora de minério de ferro do mundo, neste mês reduziu seu orçamento de investimento pelo terceiro ano consecutivo, para US$ 14,8 bilhões, o mais baixo desde 2010. A Rio Tinto revelou neste mês seus planos de reduzir o gasto de capital para cerca de US$ 8 bilhões em 2015, menos da metade do ano passado.

A Rio Tinto e a BHP Billiton Ltd., a maior mineradora do mundo, abandonaram um acordo em 2010 para combinar suas operações australianas de minério de ferro após objeções de órgãos reguladores da Europa e da Ásia.

“Você precisa reconhecer que colocar dois elefantes na mesma cama não é tão fácil quanto parece”, disse Walsh. “O trabalho, no momento, é realmente retornar o foco para o negócio, transformar o negócio, melhorar e fortalecer o balanço e colocar os custos em linha. Sair correndo e fazer alguma transação não ajudaria”.

Para o sucessor

“Estou trabalhando em um plano de curto prazo de cinco anos, que está além do meu horizonte, mas estou configurando coisas para o meu sucessor porque acho isso importante”, disse Walsh. Em janeiro, ele foi nomeado para um mandato de três anos e descrito por analistas do Credit Suisse Group naquele dia como um “CEO de curto prazo”.

“Eu comentei que estou aqui pelo período que o conselho quiser”, disse Walsh. “Se eles me quiserem por mais tempo, estarei aqui. Se me quiserem por um tempo menor, vou desaparecer no pôr do sol e buscar outra coisa para fazer. Não vou me aposentar no futuro próximo”.