CEO da Petrobras diz que não teve convite de Bolsonaro para ficar no cargo

Em coletiva de imprensa, Monteiro frisou que não cabe a ele dizer se quer ou não ficar na petroleira

Rio de Janeiro – O presidente-executivo da Petrobras, Ivan Monteiro, afirmou nesta terça-feira que ainda não teve diálogo ou convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para ficar no cargo, mas sinalizou que, caso seja de fato convidado, irá conversar a respeito.

Em coletiva de imprensa após divulgação dos resultados da companhia no terceiro trimestre, Monteiro frisou que não cabe a ele dizer se quer ou não ficar na petroleira.

“A decisão cabe ao novo governo”, comentou, acrescentando que a diretoria atual não vai falar com a equipe de Bolsonaro sobre cargos, mas a respeito de resultados.

Monteiro está à frente da Petrobras desde junho, após a saída de Pedro Parente na esteira da paralisação de caminhoneiros, que bloquearam diversas vias e refinarias do país afora como protesto à alta do preço do diesel, o combustível mais consumido no país.