CEO da PepsiCo é chamada de gracinha – e odeia

“Temos que ser tratadas como executivas, não como gracinha, docinho ou bebê. Isso tem que mudar”, disse Indra Nooyi

São Paulo – Apesar de ser presidente de uma das maiores empresas do mundo, a CEO da PepsiCo disse que é chamada de “gracinha” no seu trabalho.

Indra Nooyi afirmou que “ainda precisamos ter tratamento igual” entre homens e mulheres no local de trabalho, em questões como igualdade nos salários e no tratamento.

“Temos que ser tratadas como executivas, não como gracinha, docinho ou bebê. Isso tem que mudar”, afirmou no fórum Tina Brown’s Women in the World, realizado com o New York Times.

Nooyi também afirmou que já foi chamada de uma pessoa difícil. “Pessoas te chamam de difícil, falam coisas pelas suas costas, mas sabemos o preço de subir nessa escada”, ela afirmou, de acordo com o The Times of India.

Segundo ela, as mulheres estão em uma revolução há muitos anos para entrar no “clube dos garotos” profissional, ao se formar em grandes escolas e exigindo pagamentos iguais.

Mas ainda há muito o que alcançar. Para Nooyi, as mulheres precisam se ajudar mais no ambiente de trabalho e que sociedade precisa facilitar que mulheres sejam, ao mesmo tempo, executivas bem-sucedidas e mães.