Cenibra corre para tirar nova fábrica do papel

Melhor empresa do setor de papel e celulose de Melhores e Maiores de EXAME, Cenibra enfrenta o desafio de aprovar a construção de uma nova fábrica.

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”,”serif”;}

São Paulo – Orçada em 2 bilhões de reais, a unidade foi aprovada pelos acionistas – um consórcio de empresas japonesas – há três anos. Desde então, porém, sua execução foi paralisada, primeiro, pela crise financeira mundial. Depois, o trágico terremoto que atingiu o país, no começo do ano, também deixou os donos da Cenibra renitentes.

Alguns números pesam a favor da empresa, porém. A Cenibra é a que apresenta a maior rentabilidade do setor, com 22,2%. Também liderou em aumento de vendas. Já descontada a inflação, esse item avançou 44,8%. Suas vendas alcançaram 897,9 milhões de dólares no ano passado.