Cenário econômico deve melhorar, diz futuro presidente do Itaú

"O cenário parece estar se desanuviando", disse Bracher, que deve assumir em abril de 2017 no lugar de Roberto Setubal, a jornalistas

São Paulo – O cenário econômico do país dá sinais de que o ambiente de negócios será melhor nos próximos anos, disse nesta quarta-feira Candido Bracher, anunciado nesta tarde como futuro presidente-executivo do Itaú Unibanco.

“O cenário parece estar se desanuviando”, disse Bracher, que deve assumir em abril de 2017 no lugar de Roberto Setubal, a jornalistas.

Pedro Moreira Salles, que em abril passará a dividir a presidência do conselho de administração do Itaú Unibanco com Setubal, descartou planos do banco para mudar estatuto, alterando a idade limite para os executivos, hoje de 62 anos, e de 70 para membros do conselho.

Os executivos afirmaram ainda que o plano de internacionalização do Itaú Unibanco não muda com as trocas de cargos.

Salles, por outro lado, mostrou preocupação com a inesperada vitória de Donald Trump na eleição presidencial nos Estados Unidos.

“Hoje temos mais incertezas do que tínhamos ontem”, disse Salles.