Carlyle planeja US$2 bi para investimentos japoneses

Empresa está planejando investir em um terceiro fundo no país com o agressivo afrouxamento monetário ajudando a impulsionar o interesse dos investidores

Tóquio – A empresa de private equity norte-americana Carlyle Group está planejando levantar 200 bilhões de ienes (2 bilhões de dólares) para um terceiro fundo no Japão suceder seu segundo fundo, que tem 7 anos, com o agressivo afrouxamento monetário do Japão ajudando a impulsionar o interesse dos investidores, disseram pessoas com conhecimento direto do assunto.

A Carlyle, única empresa global de private equity com recursos especificamente designados apenas para investimentos japoneses, pretende explorar o apetite dos investidores por investimentos alternativos, à medida que o governo do primeiro-ministro Shinzo Abe força a expansão monetária para combater a deflação, mantendo as taxas de juros baixas.

Um funcionário da Carlyle no Japão não quis comentar.

Os co-fundadores da empresa de private equity William Conway, Daniel D’Aniello e David Rubenstein, bem como outras autoridades importantes, vão se reunir com investidores em Tóquio na quinta-feira para discutir o novo fundo no país, bem como sua estratégia global, disseram as fontes, que pediram para não serem identificadas, já que a informação não era pública.

A Carlyle está levantando o novo fundo num momento em que os investidores têm acesso mais fácil ao dinheiro com juros baixos, afirmou um investidor que está pensando em participar do fundo.