Carlsberg é investigada por autoridade alemã anticartel

Segundo revista Focus, Carlsberg, Anheuser Busch InBev e alguns competidores locais estariam inflando artificialmente os preços de cerca de 24 marcas de cerveja

Copenhagem – A Carlsberg confirmou nesta terça-feira que está sob investigação de autoridades alemãs anticartel após informações na mídia apontarem que a cervejaria dinamarquesa era suspeita de controlar preços.

A revista semanal alemã Focus publicou que a Carlsberg, a rival Anheuser Busch InBev e alguns competidores locais podem enfrentar multas que totalizam centenas de milhões de euros.

Ainda segundo a publicação, as companhias sob investigação controlam quase metade do mercado de cerveja na Alemanha e foram acusadas de inflar artificialmente os preços de cerca de 24 marcas da bebida.

A Carlsberg confirmou que está sendo investigada pelo órgão alemão anticartel, mas se negou a fornecer mais informações. Uma porta-voz do escritório federal anticartel na Alemanha disse que uma investigação de cervejarias está sendo conduzida desde setembro de 2011, mas não nomeou as empresas envolvidas.

De acordo com a revista, as companhias em investigação incluem Anheuser Bush InBev, Carlsberg, a varejista alemã Oetker e as cervejarias alemãs Warsteiner, Krombacher, Erdinger e Bitburger.

A Warsteiner e a Bitburger confirmaram estarem sob investigação, mas não quiseram comentar o assunto.

Anheuser Busch InBev e Oetker também se negaram a comentar, enquanto representantes da Krombacher e da Erdinger não estavam imediatamente disponíveis.