Caoa Chery lança seu primeiro automóvel elétrico no Brasil

O sedã Arrizo 5e tem autonomia de 322 quilômetros e estará disponível ao consumidor final em janeiro de 2020

Aos poucos, os veículos elétricos começam a se tornar uma realidade cada vez mais próxima do brasileiro. A Caoa Chery lançou nesta terça-feira, 1º, o sedã 100% elétrico Arrizo 5e, que deve chegar ao consumidor em janeiro de 2020.

“Este modelo vai ser uma espécie de ‘laboratório’ de elétricos da marca no país. Não descartamos trazer mais opções no segmento e até híbridos ao mercado brasileiro”, afirmou Márcio Alfonso, CEO da Caoa Chery, em entrevista a EXAME.

Hoje, a matriz da Chery tem quatro fábricas de veículos elétricos na China. O mercado chinês é o maior do mundo em volumes, com cerca de 23 milhões de unidades vendidas ao ano. No segmento de elétricos, o país asiático também lidera os emplacamentos globais.

De acordo com Davi Wu, sócio diretor da prática chinesa na KPMG, a China está muito avançada no mercado automotivo. “Os chineses entendem que o segmento de combustão já é passado.”   

Veja também

Neste sentido, as marcas chinesas vêm apostando em uma ofensiva de elétricos no Brasil. Na semana passada, a chinesa JAC Motors anunciou que vai oferecer, a partir de 2020, um portfólio completo de elétricos por aqui, incluindo três SUVs, uma picape e até um caminhão pequeno.

Agora é a vez da Chery, que desde o início do ano passado agregou Caoa ao seu nome, após parceria com a empresa brasileira. “A China tem um know-how enorme em eletrificação e nós estamos trazendo o que há de mais moderno de tecnologia”, garante Alfonso.

Segundo a montadora, a autonomia do Arrizo 5e chega a 322 quilômetros. O tempo estimado de carregamento das baterias é de até uma hora em sistema de carga rápida (eletropostos), de até oito horas em sistema Wall Box (residenciais) e de até vinte horas com cabo emergencial em tomada de três pinos. A potência é equivalente a 122 cv.

Arrizo 5e Caoa Chery Sistema de abastecimento do Arrizo 5e

Sistema de abastecimento do Arrizo 5e (Caoa Chery/Divulgação)

Como diferencial, a marca propõe um programa de manutenção preventiva competitivo. O valor total das revisões até 60 mil quilômetros é de 2.257 reais, 30% inferior aos preços praticados na versão flex.

Até dezembro deste ano, a montadora informa que o modelo será oferecido exclusivamente para pessoa jurídica, como frotistas e locadoras, com início de comercialização para pessoas físicas a partir de janeiro de 2020 em concessionárias selecionadas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Brasília. 

O preço continua sendo, entretanto, a grande barreira de entrada no segmento de elétricos para a esmagadora maioria dos brasileiros. O Arrizo 5e tem preço sugerido de 159.900 reais. “A escala de produção de veículos elétricos ainda é baixa em comparação aos modelos a combustão. Mas com o tempo, isso vai mudar”, pondera Alfonso.