Canadá aprova compra da Tim Hortons pelo Burger King

O governo canadense aprovou aquisição da rede de cafeterias e fast-food por parte do Burger King

Toronto – O governo do Canadá aprovou nesta quinta-feira a aquisição da rede de cafeterias e fast-food Tim Hortons por parte do Burger King.

O ministro da Indústria do Canadá, James Moore, informou sobre a aprovação governamental da operação em comunicado divulgado após o fechamento dos mercados.

Moore também impôs uma série de condições para o fechamento da operação, que dará origem à terceira maior companhia de fast-food do mundo, com US$ 23 bilhões em vendas anuais.

Entre as condições requeridas pelo governo canadense está manter os níveis de emprego e franquias da Tim Horton no Canadá e que a companhia fruto da operação estabeleça suas sedes sociais na cidade canadense de Oakville, nas cercanias de Toronto.

O Burger King já tinha informado que mudaria seu endereço social e suas sedes sociais para o Canadá a fim de aproveitar os menores impostos corporativos do país, o que provocou mal-estar nas autoridades americanas.

Mas o Canadá expressou nesta quinta-feira sua satisfação com a mudança do Burger King, que desde 2010 é controlado pela companhia brasileira de investimentos 3G Capital.

“Nosso governo está contente de ver companhias como o Burger King investindo na economia canadense e se aproveitando de nossos baixos impostos e mercados abertos”, afirmou Moore.

Apesar das declarações de Moore, o Burger King não disse que a mudança de sua sede central para o Canadá ou a compra da Tim Hortons vão representar novos investimentos da companhia no país.