Câmbio pode atrapalhar investimentos da Cenibra no Brasil

Plano de dobrar produção da companhia deve permanecer na gaveta por enquanto, disse diretor da Cenibra

São Paulo – A Cenibra tem planos ambiciosos para crescer sua produção no Brasil, mas, por enquanto, eles devem permanecer na gaveta.

Segundo o diretor financeiro da companhia, Naohiro Doi, neste momento, a situação do câmbio torna muito caro fazer qualquer aporte no país e será difícil convencer sua controladora, a japonesa Oji Paper, a liberar qualquer quantia.

“O câmbio mudou e com isso os valores de investimentos aumentaram”, disse o executivo a EXAME.com, nesta quarta-feira (6/7). A Cenibra foi premiada pela Melhores e Maiores como a melhor empresa de papel e celulose do Brasil.

Doi veio representando o presidente da companhia,  Paulo Eduardo Rocha Brant, que não pode comparecer ao evento.

Os investimentos previstos pela Cenibra somam 2 bilhões de dólares e servirá para duplicar a capacidade de produção da empresa no país.