Caixa contesta valor informado por Bolsonaro para ações de publicidade

Presidente eleito disse considerar "absurdo" o gasto do banco com essas atividades, que afirmou ser de R$ 2,5 bilhões neste ano

São Paulo – A Caixa Econômica Federal contestou, na noite desta quinta-feira, 13, informações divulgadas mais cedo por Jair Bolsonaro sobre ações de publicidade, patrocínio e comunicação da instituição. O presidente eleito escreveu, no Twitter, considerar um “absurdo” o gasto do banco com essas atividades, que afirmou ser de R$ 2,5 bilhões neste ano.

A Caixa, em nota, informou que “o orçamento com recursos do banco projetado para ações de publicidade, patrocínio e comunicação em 2018 foi de R$ 685 milhões, sendo realizado até novembro de 2018 (o valor) de R$ 500,8 milhões”. A instituição também afirmou que “as ações de comunicação do banco são voltadas para alavancagem de negócios, produtos e serviços e vêm sendo reduzidas desde 2016”.