Cade aprova sem restrições compra da Nextel pela América Móvil no Brasil

A aprovação ocorreu apesar de recurso encaminhado pela rival TIM contra o aval dado anteriormente ao negócio pela Superintendência-Geral da autarquia

São Paulo — O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira (11), sem restrições a compra da Nextel pela América Móvil, que no Brasil opera com a marca Claro.

A aprovação ocorreu apesar de recurso encaminhado pela rival TIM contra o aval dado anteriormente ao negócio pela Superintendência-Geral da autarquia.

O relator do caso, o conselheiro Sérgio Ravagnani, concluiu que a rivalidade apresentada atualmente no mercado brasileiro de telecomunicações “se mostrou suficiente para afastar possíveis preocupações concorrenciais, mesmo nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, onde a atuação da Nextel é mais relevante”, afirmou o Cade em comunicado à imprensa.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) também aprovou o negócio.

A América Móvil acertou a compra da Nextel Brasil em março, por 905 milhões de dólares.