Cade aprova compra da Extrafarma pela Ultrapar

A transação prevê a incorporação pela Ultrapar de 100% das ações de emissão da Extrafarma em troca de até 2,9% de novas ações de emissão da Ultrapar

Brasília – A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a compra de 100% da Imifarma – dona da marca Extrafarma – pela Ultrapar.

De acordo com despacho publicado nesta sexta-feira, 25, no Diário Oficial da União (DOU), o negócio anunciado no fim de setembro e avaliado em R$ 1 bilhão foi aprovado sem restrições.

A transação prevê a incorporação pela Ultrapar de 100% das ações de emissão da Extrafarma em troca de até 2,9% de novas ações de emissão da Ultrapar. O valor totaliza R$ 1,006 bilhão, representado pela emissão de até 16.028.131 ações da Ultrapar e assunção de endividamento líquido da Extrafarma de R$ 106 milhões em 31 de dezembro de 2012.

A Ultrapar pretende transformar a rede de varejo farmacêutica Extrafarma, que atua nas Regiões Norte e Nordeste, numa companhia nacional e líder de mercado.

Na ocasião do anúncio da operação, o diretor-presidente da companhia, Thilo Mannhardt, afirmou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que tem intenção de fazer da empresa “um dos maiores players do mercado” e que, para isso, a companhia se manterá atenta a oportunidades de compras.

O processo de expansão da Extrafarma começará com inaugurações de lojas nas regiões em que a rede atua, disse o diretor financeiro e de Relações com Investidores (RI) da Ultrapar, André Covre.

Ele ressaltou, no entanto, que o crescimento não ficará limitado a essas regiões. “É natural que (a expansão) comece pelo Norte e pelo Nordeste, mas, ao longo do tempo, temos ambição de nos tornarmos líderes deste setor e, portanto, esperamos transcender essa geografia inicial”, afirmou, em teleconferência com analistas e investidores.