Cade aprova compra da Aracruz pela VCP, que criou a Fibria

As ações da Fibria fecharam a quarta-feira em alta de 3,92 por cento, a 28,35 reais

São Paulo – O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira a compra da Aracruz Celulose pela Votorantim Celulose e Papel (VCP), que criou em setembro de 2009 a Fibria, maior produtora de celulose do mundo.

Segundo o Cade, os conselheiros acompanharam o voto do relator do caso, Carlos Ragazzo, e a operação foi aprovada por unanimidade.

As ações da Fibria fecharam a quarta-feira em alta de 3,92 por cento, a 28,35 reais, enquanto o Ibovespa avançou 2,47 por cento.