Cade aprova com restrições compra de divisão da Pfizer pela GSK

O Cade entendeu que a operação trazia concentração excessiva no mercado de antiácidos e negociou um acordo para a GSK vender a divisão de magnésia bisurada

Brasília — O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, com restrições, a aquisição pela GSK do controle da divisão de medicamentos sem receita da Pfizer.

O negócio foi anunciado em dezembro de 2018 em nível mundial.

 

A conselheira relatora, Paula Azevedo, entendeu que a operação trazia concentração excessiva no mercado de antiácidos e negociou um acordo com as empresas pelo qual a GSK se compromete a vender a divisão de magnésia bisurada.

A restrição foi acompanhada pelos outros quatro votantes no julgamento.