Cade aprova aquisição de eólicas pela Votorantim

Segundo documento enviado ao Cade, Votorantim Energia e Grupo Mário Araripe "eventualmente constituirão um consórcio"

Brasília – O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição, pela Votorantim Energia ou por suas afiliadas integrantes do Grupo Votorantim, de 100% do capital social de empresas pertencentes ao Salus Fundo de Investimento em Participações, do Grupo Mário Araripe, que têm como objetivo a implantação de sete parques eólicos.

A decisão consta de despacho no Diário Oficial da União.

A operação aprovada ainda trata da opção para aquisição, pela Votorantim Energia ou por afiliadas, da totalidade do capital social de determinadas sociedades com vistas à implantação de mais 14 parques eólicos, também todas de titularidade do Grupo Mário Araripe.

Segundo documento enviado ao Cade, Votorantim Energia e Grupo Mário Araripe “eventualmente constituirão um consórcio para viabilizar a conexão dos projetos ao Sistema Interligado Nacional de Produção (SIN).

As duas companhias atuam no mercado de geração de energia elétrica. O Grupo Votorantim, no entanto, atua apenas na geração de energia elétrica a partir das fontes hidráulica e térmica, enquanto o Grupo Mário Araripe atua apenas na geração de energia elétrica de fonte predominantemente eólica.

O Grupo Votorantim tem participações em empreendimentos de geração de energia elétrica nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Bahia, com capacidade instalada de 5.151,4 MW, sendo que deste total 160 MW estão na Região Nordeste. Já o Grupo Mário Araripe possui participações em empreendimentos de geração de energia elétrica nos Estados de Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Ceará e Bahia, com capacidade instalada total de 2.986 MW.