Budweiser dá primeiros passos para fazer cerveja no espaço

Os primeiros testes irão verificar como as sementes de cevada se comportam em ambientes com menos gravidade

São Paulo – Se a água é necessária para a existência da vida como conhecemos, a AB-Inbev acredita que a civilização precisa de cerveja no espaço. A Budweiser, uma das marcas da gigante de bebidas, quer levar a produção de cerveja para fora da Terra e, eventualmente, para Marte.

Ainda não é possível levar latinhas de cerveja para o espaço. A diferença de pressão entre o interior da lata e a estação espacial é muito grande e, com menos gravidade, as bolhas na bebida não vão para o alto do copo.

Produzir cerveja em Marte representa um desafio ainda maior. O planeta tem menos incidência de luz solar, que pode impedir plantações de grãos, e tem bem menos água que a Terra, o que é um problema para a fabricação da cerveja.

Mesmo assim, a Budweiser anunciou em março que iria começar testes para ser a primeira cervejaria a produzir no espaço. Agora, ela detalhou o seu primeiro experimento.

Ela firmou parcerias com o Center for Advancement of Science in Space (Centro para Desenvolvimento da Ciência no Espaço), que gerencia a Estação Espacial Internacional, e com a empresa Space Tango, que conduz pesquisas em microgravidade.

O experimento da cervejaria irá começar no dia 4 de dezembro, quando ela irá enviar 20 sementes de cevada para a estação espacial, em um foguete da SpaceX.

Inicialmente, os testes irão verificar como essas sementes se comportam em ambientes com menos gravidade. Em segundo lugar, a empresa quer saber se as sementes, que são um dos principais ingredientes de cerveja, irão germinar na estação espacial.

A própria Budweiser disse que as Happy Hours no Planeta Vermelho ainda estão muito distantes, mas que quer estar pronta para quando a humanidade começar sua expansão espacial.

Sementes de cevada que a Budweiser, da AB-Imbev, quer levar ao espaço

Sementes de cevada que a Budweiser, da AB-Imbev, quer levar ao espaço

 

Veja também