BTG é absolvido em processo sobre CCX

O processo tratava do suposto uso indevido de informações privilegiadas na negociação das ações da empresa da EBX

São Paulo – A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) absolveu o banco BTG Pactual em processo por suposto uso indevido de informações privilegiadas (“insider trading”) na negociação de ações da CCX Carvão Colômbia, do grupo EBX, ao longo de 2013.

Na época, o banco atuava na reestruturação financeira das companhias de Eike Batista.

O banco foi investigado por operações realizadas entre os dias 11 e 19 de junho de 2013, às vésperas de a CCX publicar fato relevante informando que Eike havia desistido de realizar uma oferta pública de aquisição de ações para fechar o capital da companhia.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.