BRF diz que recorrerá de condenação por ação trabalhista

Empresa vai recorrer a pagamento de uma indenização de R$ 1,3 milhão por não conceder intervalo para recuperação térmica a cerca de 1,25 mil empregado

São Paulo – A Brasil Foods (BRF) informou nesta quarta-feira que irá recorrer no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da condenação, pela Vara do Trabalho de Nova Mutum (MT), a pagamento de uma indenização de R$ 1,3 milhão por não conceder intervalo para recuperação térmica a cerca de 1,25 mil empregados que trabalham em ambientes artificialmente frios.

A decisão do juiz Átila Da Rold Roesler foi em resposta a ação movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) de Mato Grosso e prevê uma indenização por dano moral coletivo de R$ 1,2 milhão e R$ 100 mil de multa “pela constatação de litigância de má-fé, por ter pedido adiamento de uma audiência de instrução alegando que estaria fazendo acordo com o MPT em ação semelhante em andamento na Vara do Trabalho de Lucas do Rio Verde, no mesmo Estado, porém, foi constatado que esse acordo nunca existiu”.