BRF tem interesse na Keystone, do Marfrig, na Ásia

Segundo Valor Econômico, companhia estaria disposta a avaliar operação para uma possível aquisição

São Paulo – O Marfrig já admitiu que pode vender parte de suas operações para ajustar as contas e alguns ativos podem interessar seus principais concorrentes. Segundo reportagem do Valor Econômico, desta terça-feira, a BRF estaria interessada em avaliar as operações da Keystone, controlada pela companhia brasileira, na Ásia, para uma possível aquisição.

De acordo com o jornal, a operação da Keystone, no continente asiático, é considerada um dos ativos mais valiosos que o Marfrig tem. A BRF está impedida de fazer aquisições no mercado brasileiro, por conta do acordo fechado com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), para aprovação da fusão Sadia e Perdigão, mas no exterior, o sinal está verde para negociações.

Abilio Diniz, novo presidente do conselho da BRF, já deixou claro, assim que assumiu o posto, que entre suas metas está  intensificar a internacionalização da companhia. “Já temos 65% de mercado interno, mas ainda é pequena a presença lá fora”., afirmou o empresário, na ocasião.

A BRF exporta para cerca de 130 países e, segundo Abilio,é possivel fazer muito mais do que isso.