Brasil perderá 14 agências do Citi nos próximos meses

Banco possui atualmente 198 agências no país

O programa de redução de gastos que o Citigroup anunciou nesta quarta-feira, em Nova York, afetará o Brasil. O banco pretende fechar 14 agências no País nos próximos meses, informou um comunicado enviado pela assessoria de imprensa do banco à Agência Estado.

“No Brasil será feita uma readequação da rede de distribuição do varejo. O objetivo é concentrar clientes e funcionários em agências com melhor estrutura e capacidade de atendimento”, destaca o comunicado. O banco tem hoje 198 agências/lojas no mercado brasileiro.

O Brasil vai continuar sendo um mercado prioritário para o Citi, de acordo com a nota. “Estamos otimistas em relação às oportunidades futuras e vamos manter nosso objetivo de ser o banco de escolha no segmento premium do varejo no Brasil.” O comunicado não fala em cortes de funcionários no Brasil. O banco anunciou nesta quarta-feira um programa de redução de custos e cortes de 11 mil funcionários.

Em outubro, o Citi teve mudança de comando. O CEO Vikram Pandit deixou o cargo e para o lugar foi escolhido Michael Corbat, que destacou que a melhora da eficiência e aumento da rentabilidade do banco seriam suas prioridades. No programa anunciado nesta quarta-feira, o banco espera economizar US$ 900 milhões. O banco pode até deixar alguns países, vendendo seus ativos, ou reduzir operações em economias menores.

Além do Brasil, a redução de agências deverá ser feita em outros países, incluindo os Estados Unidos, onde 44 agências serão fechadas.