Brasil faz Heineken crescer o dobro na América que no mundo

Lucro da cervejaria holandesa cresceu 30% nos seis primeiros meses do ano, totalizando 783 milhões de euros

São Paulo – A Heineken apresentou seu resultado financeiro referente ao primeiro semestre do ano, nesta quarta-feira, ao mercado. Nas Américas, a receita da cervejaria holandesa cresceu duas vezes mais que no resto mundo e o mercado brasileiro teve participação relevante nisso.

De acordo com a companhia, a receita total do grupo aumentou 4,5%. Já nas Américas, a evolução foi de 8,4%. “Este grande desempenho foi impulsionado por maiores volumes consolidados, preços sólidos e o crescimento do mix de vendas no México, Brasil e Caribe”, disse a Heineken, em comunicado.

O crescimento da marca Heineken no mercado brasileiro foi de mais de 40% nos primeiros seis meses. Já no resto do mundo, a marca cresceu  6% na comparação com o mesmo período do ano passado.  As cervejas Kaiser e Heineken contribuíram para o bom desempenho da cervejaria no país.

Para Jean-François van Boxmeer, CEO da cervejaria, o crescimento da receita da companhia continua a ser bem sucedido, com o aumento em todas as regiões de atuação da Heineken.

“No segundo semestre, esperamos que continue o momento benéfico para o marketing da marca, bem como investimentos de capital em mercados de crescimento mais elevados. O lucro líquido para o ano inteiro está amplamente em linha com o ano passado”, afirmou o executivo, em nota.

Os ganho da cervejaria nos seis primeiros meses do ano totalizaram 783 milhões de euros, 30% maior que o lucro registrado no mesmo período do ano passado.  O aumento está diretamente relacionado à venda de uma participação minoritária em uma cervejaria da República Dominicana.