Brasil Ecodiesel muda nome para Vanguarda Agro e já negocia com 4 empresas

Ainda neste ano até três novos negócios devem ser anunciados, Selecta está entre as companhias

São Paulo – A Brasil Ecodiesel vai mudar de nome. Depois da aprovação da incorporação da Vanguarda pelos acionistas na tarde desta terça-feira, a companhia passará a se chamar Vanguarda Agro. “Não fazia sentido manter o nome, já que o biodiesel perdeu importância dentro da empresa”, disse a EXAME.com Marcelo Paracchini, presidente da Veremonte Participações, detentor de 21% da Brasil Ecodiesel. “O governo precisaria entrar com um novo marco regulatório para fazer sentido mais investimentos em biodiesel.”

Segundo ele, a Vanguarda Agro mantém “conversas avançadas” com mais quatro empresas nacionais do setor, entre elas a Selecta, empresa mineira de processamento de soja. “A ideia é investir mais na produção de SPC (soy protein concentrate), que é um produto de maior valor agregado, que pode ser exportado para piscicultura na Europa e na Ásia,” diz Paracchini.

Com ele concorda José Carlos Aguilera, presidente da Brasil Ecodiesel. “O foco do agronegócio ainda é a exportação, principalmente China e Europa. O mercado externo paga melhor para o algodão”, disse ele a EXAME.com. “Nós estamos preparados para atender um novo marco regulatório para o biodiesel. No momento em que ele for sinalizado, teremos capacidade de investir.”