Bradesco Seguros mira crescer prêmios de seguros em 2 dígitos

Além da meta para 2018, para este ano, a Bradesco Seguros deve entregar crescimento ao redor dos 10% em prêmios em relação a 2016

São Paulo – A Bradesco Seguros deve elevar seus prêmios na casa de dois dígitos em 2018, com performance melhor em relação a este ano, ancorada na recuperação da economia brasileira, de acordo com o presidente da companhia, Octavio de Lazari Júnior.

“Há espaço para acelerar o faturamento em seguros, mas não a receita financeira que deve diminuir em meio à queda da Selic”, explicou ele, em almoço com a imprensa, no período da tarde desta sexta-feira, 8, acrescentando, que apesar de impactar o ganho financeiro, a redução dos juros é mais benéfica para o desenvolvimento da economia brasileira.

Para este ano, conforme Lazari Júnior, a Bradesco Seguros deve entregar crescimento ao redor dos 10% em prêmios em relação a 2016 enquanto que o mercado de seguros em geral terá expansão entre 7% e 8%. Atingir tal desempenho significa, conforme os guidances divulgados pelo banco, alcançar o ponto mais alto da projeção de 6% a 10%.

No acumulado do ano até setembro, a Bradesco Seguros já alcançou o teto do guidance. A seguradora emitiu, neste período, R$ 55,097 bilhões em prêmios, aumento de 9,8% em relação aos nove primeiros meses de 2016.

Dentre os motores de crescimento da Bradesco Seguros, de acordo com o presidente da seguradora, estão os clientes do HSBC, cuja penetração dos produtos securitários era baixa. Ele afirmou que o banco tem conseguido renovar 87% da base nas apólices de automóvel. “Mas há ainda outros 13% que precisam ser mais bem trabalhados”, acrescentou.

Lazari Junior mencionou ainda a conquista das folhas de pagamento dos servidores do Estado da Paraíba e da Prefeitura de Recife do lado do varejo. Já no atacado, conforme ele, a Bradesco Seguros tem um espaço para crescer após a consolidação da parceria com a Suíça Swiss Re no segmento de grandes riscos. Descartou, contudo, aumento de preços, uma vez que o objetivo da companhia não é compensar menores juros com maiores preços, mas com uma precificação adequada para ampliação da base atual.

O presidente da Bradesco Seguros reforçou, conforme já antecipado em entrevista para o Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado), que se dará por satisfeito se em 2018 alcançar a meta de dois produtos por cliente. Atualmente, está em 1,6 vez.