Bradesco prevê crescimento da demanda por crédito

Apesar do ritmo fraco no primeiro semestre, o banco reafirma a projeção de expandir o crédito entre 10% e 14% neste ano

Rio – Após o ritmo fraco nos seis primeiros meses do ano devido ao número de feriados e à Copa do Mundo, a demanda por crédito deve melhorar no segundo semestre, prevê o Bradesco

Nas últimas semanas, as consultas feitas ao banco já reagiram em relação ao verificado em igual período do ano passado, um indício de que a demanda tende a crescer.

Apesar do ritmo fraco no primeiro semestre, o banco reafirma a projeção de expandir o crédito entre 10% e 14% neste ano.

“Temos de reconhecer que no primeiro semestre deu uma `paradeira'”, afirmou nesta segunda-feira, 4, o diretor executivo do Bradesco, Octávio de Lazari Junior, na inauguração de uma agência na comunidade de Vila Kennedy, zona oeste do Rio.

Mais tarde, o presidente do banco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, afirmou que, mesmo com a “paradeira”, ainda não é hora de revisar a projeção de crescimento do crédito para o ano.

“Não sentimos segurança de fazer essa revisão”, disse Trabuco, em encontro com analistas e acionistas, também no Rio.

Para Lazari, as medidas anunciadas há pouco mais de uma semana pelo Banco Central (BC), com o objetivo de melhorar a liquidez de crédito, foram acertadas. “Tem demanda para esse crédito”, garantiu.

Um indicativo de que a segunda metade do ano deve ser melhor é o aquecimento das consultas por crédito a partir do fim de julho.

Só a linha direcionada a pequenas, médias e microempresas, com R$ 25 bilhões pré-aprovados, teve incremento entre 12% e 14% nas consultas em relação a igual período do ano passado.

O crédito para pessoa física também deve ter melhor performance, enquanto para grandes empresas o número de consultas permanece estável.

“Por mais que a economia tenha se ressentido no primeiro semestre, no segundo isso anda. Tem dia dos pais, dia das crianças, o Natal, que é um evento forte. As empresas precisam preparam estoque e tendem a tomar mais recursos”, explicou Lazari Junior.

Nova agência

O Bradesco inaugurou hoje a primeira agência bancária na Vila Kennedy, onde vivem 130 mil pessoas e 12 mil famílias e que recebeu a 38ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) em maio deste ano.

Segundo Lazari Junior, a estratégia é atender atuais correntistas e expandir a base de clientes na região. Antes do horário de funcionamento, uma fila de moradores já se formava em frente à agência.