Bombril anuncia retomada de crescimento

Depois de um ano conturbado, a Bombril voltou a crescer no início de 2002. Os resultados do primeiro trimestre apontam crescimento de 25,5% nas vendas, em relação ao mesmo período de 2001.

Segundo o instituto de pesquisa de mercado AC Nielsen, a companhia atingiu 84,4% de participação de mercado no segmento de lã de aço nos meses de março e abril. “Os lançamentos programados para este ano e a retomada da publicidade devem incrementar o faturamento anual da empresa em 6%”, afirma Mário De Fiori, diretor de relações institucionais da Bombril.

Depois de uma tentativa frustrada de venda de participação da empresa para a americana Clorox, em 2001, a Bombril resgatou projetos que haviam sido abandonados por causa das negociações. A parada refletiu negativamente nas vendas e no lucro de 2001, que ficaram em 367,8 milhões de reais e 155,1 milhões de reais, respectivamente. No ano anterior, esses valores foram de 375,4 milhões e 163 milhões.

No segmento de lã de aço, o carro-chefe da empresa, o volume de unidades comercializadas aumentos 7% durante março e abril — resultado justificado pelo patrocínio do programa Big Brother Brasil, da TV Globo. Com investimento de 30 milhões de reais, as iniciativas de marketing da empresa envolvem ainda uma nova campanha televisiva com o ator Carlos Moreno (que está no ar desde o dia 14 de maio), além de um filme com participação das atrizes Hebe Camargo e Nair Belo, que emprestaram suas vozes aos personagens criados pela agência de publicidade W/Brasil.

“A Bombril não quer mais ser lembrada apenas pela lã de aço, mas sim como fabricante de famílias de produtos de higiene e limpeza”, diz De Fiori. O novo posicionamento da empresa deverá ser consolidado pela nova diretoria, que será eleita pelo Conselho de Administração no próximo sábado (18/05). Rumores do mercado, não confirmados pela Bombril, indicam que Gianni Grisendi, ex-presidente da TIM do Brasil, assumirá o comando.